Blog

13 DE OUTUBRO DE 2020

Prevenção do câncer: o papel da alimentação

Prevenção do câncer: o papel da alimentação

Todo mundo espera um alimento miraculoso para prevenir e até curar o câncer, não é mesmo?

Porém, essa possibilidade ainda não existe, embora tenham várias notícias falsas circulando na internet afirmando o contrário. 

Diante disso, ainda temos a alimentação como grande aliado na prevenção ao câncer, juntamente com os exercícios físicos e hábitos saudáveis.

Segundo a Sociedade Americana de Câncer, que atualizou suas diretrizes sobre dieta e atividade física para prevenção do câncer, manter um peso saudável, permanecer ativo durante toda a vida, seguir um padrão de alimentação saudável e evitar ou limitar o álcool podem reduzir bastante o risco de uma pessoa desenvolver ou morrer de câncer.

Nos baseando nos estudos realizados e nas indicações da Sociedade Americana de Câncer, preparamos uma lista de instruções que melhoram a sua saúde e previnem o aparecimento da doença, confira:

  • Mantenha um peso corporal saudável ao longo da vida (saiba a média com base na sua altura);
  • Os adultos devem ter 150 a 300 minutos de atividade física de intensidade moderada por semana, 75 a 150 minutos de atividade física de maior intensidade ou uma combinação. Conseguir 300 minutos - ou até mais - por semana conferirá mais benefícios à saúde;
  • Crianças e adolescentes devem ter pelo menos 1 hora de atividade de intensidade moderada ou vigorosa por dia;
  • Fique menos tempo sentado ou deitado;
  • Coma uma variedade colorida de legumes e frutas, grãos integrais e arroz integral;
  • Evite ou limite a ingestão de carnes vermelhas, como carne, porco e cordeiro, e carnes processadas, como bacon e salsicha;
  • Evite ou limite as bebidas açucaradas e alimentos altamente processados;
  • Evite o consumo de bebidas alcoólicas.

Podemos ver assim que a prevenção não é feita com base em um alimento específico, mas sim em uma série de hábitos saudáveis que podem acompanhar a sua vida inteira, da infância à velhice. E, se você não possui esses hábitos, nunca é tarde para começar a mudar e buscar uma melhor qualidade de vida.

Com isso, podemos entender que a nossa alimentação influencia diretamente nos riscos de desenvolvermos câncer, de qualquer tipo. Com essa informação em mãos, cabe a nós termos o cuidado e a atenção com a nossa saúde.

O estudo traz outras diretrizes interessantes que podem ser acessadas aqui: Oncoguia.

Além dessa fonte de informações, também indicamos o INCA (Institudo Nacional do Câncer), que traz informações atualizadas e seguras sobre a doença.

Confira também: Mitos e verdades sobre o Câncer de Mama.

Você também vai gostar